Você é ruído, silêncio!

Vivemos sob a ditadura daquilo que aprendemos, que não passa de algo que, um dia, um disse para o outro, que disse para o outro, que disse para o outro… E, dessa maneira, perdemos a capacidade de autoconhecimento – você não pode se conhecer porque não tem autoridade para isso, precisa que alguém valide oContinuar lendo “Você é ruído, silêncio!”

O poder da foto e a estrutura do engano

Quando a mente busca, não busca encontrar, busca adicionar, busca ter mais. O paradigma da nossa existência, da humanidade nesse momento, não é ser, é ter. Seja qual for a comunidade em que esteja inserido, se você tem, é respeitado; se não tem, não é respeitado. Embora eu não tenha respeito pela palavra “respeitado”, queContinuar lendo “O poder da foto e a estrutura do engano”

Vai e vem: pessoa é farsa

Você pensa que é uma pessoa. Pensa, inclusive, que é uma “pessoa de bem”. Sim, porque é muito raro que alguém se autodefina como “maligno”. Até mesmo os mais podres políticos juram de pés juntos que servem “ao bem da nação”. Ou seja, no fundo, todo o nosso contexto social é falso, não passa deContinuar lendo “Vai e vem: pessoa é farsa”