Antes da face do labirinto e do Arnaldo psicológico

Satsang nos oferece um mergulho para dentro cujo único instrumento é o seguinte questionamento: “Quem é você?”. Comece agora a perguntar-se “Quem sou eu?” e veja caírem camadas de respostas como folhas no outono. Primeiro você pensa ser o seu nome. Mas você nasceu com esse ou algum outro nome? Não. De repente a suaContinuar lendo “Antes da face do labirinto e do Arnaldo psicológico”

O sujeito inexistente está oculto

Remover o sujeito é preciso. Mas quando digo isso, não se trata de uma ação do próprio sujeito, trata-se de uma visão. É preciso ver para dentro. Comece a ver como a mente funciona, como que a mente está instalada em você – sim, porque a mente é uma instalação, não artística, diabólica, maquiavélica, instaladaContinuar lendo “O sujeito inexistente está oculto”