O milagre do simples, a mente, o mundo

Osho disse algo muito pontual: “Se você não puder deixar o mundo melhor, mais bonito, pelo menos não o deixe pior”. É para isso que serve a observação – não deixa nada pior. Se não pode melhorar, não piore o mundo! E isso tem a ver com todas as relações, inclusive com o próprio corpo.Continuar lendo “O milagre do simples, a mente, o mundo”

O sujeito inexistente está oculto

Remover o sujeito é preciso. Mas quando digo isso, não se trata de uma ação do próprio sujeito, trata-se de uma visão. É preciso ver para dentro. Comece a ver como a mente funciona, como que a mente está instalada em você – sim, porque a mente é uma instalação, não artística, diabólica, maquiavélica, instaladaContinuar lendo “O sujeito inexistente está oculto”

O quereres, o depois e o antes de tudo

O encontro com a Verdade convida a ver que você não precisa querer nada, nem se preparar para depois, porque não tem depois e não há quem queira. Porém, tal proposta se torna extremamente incompreensível devido ao seu condicionamento. De uma maneira geral, nenhum de nós foi convidado a viver tal realidade – livre dosContinuar lendo “O quereres, o depois e o antes de tudo”