Os olhos são visíveis ao invisível aos olhos

Proponho, incansavelmente, que veja como o “aparecer” é sólido. Todos tentam, de alguma maneira, aparecer, pois se não aparecer, “você” é ninguém. Exatamente por isso o nosso encontro traz um propósito implícito que não é aparecer, é desaparecer. Você, na sua intimidade, desaparecendo para si mesmo. Tendo pelo menos um vislumbre de que tudo aquiloContinuar lendo “Os olhos são visíveis ao invisível aos olhos”

O poder da foto e a estrutura do engano

Quando a mente busca, não busca encontrar, busca adicionar, busca ter mais. O paradigma da nossa existência, da humanidade nesse momento, não é ser, é ter. Seja qual for a comunidade em que esteja inserido, se você tem, é respeitado; se não tem, não é respeitado. Embora eu não tenha respeito pela palavra “respeitado”, queContinuar lendo “O poder da foto e a estrutura do engano”