A capacidade de ver, a ira da mente e os navios imaginários

A mente funciona como um ladrão, ela rouba você de você. Sem pertencer a um lugar específico, é universal e atua possuindo tudo o que vê pela frente, tornando tudo dela. A proposta de todos os budas, de olhar para dentro, é de investigar a mente. Investigue-a, para ver as suas crenças – que são,Continuar lendo “A capacidade de ver, a ira da mente e os navios imaginários”

A fragilidade dos ovos, o outro e o fim da corrupçāo

Você insiste em confrontar o outro, mas quem é o outro? Pergunte para as pessoas perto de você, faça uma pesquisa e, se você puder, olhe com clareza e veja onde está embutida a ideia do outro em você. Onde está o outro? Está no seu pé? No seu coração? Na sua barriga? Nos seusContinuar lendo “A fragilidade dos ovos, o outro e o fim da corrupçāo”