Sem máscara, fora dos trilhos, a vida

Se permanecêssemos como nascemos, nossa!, seria muito lindo. Mas olha no que a maioria se torna ao crescer. A verdade é que você não deveria precisar de maquiagem. Por que você usa maquiagem? Para esconder a feiura nos dias de festa, não é mesmo? – “Um pouco de rímel aqui, um corretivo ali… e assimContinuar lendo “Sem máscara, fora dos trilhos, a vida”

Vai e vem: pessoa é farsa

Você pensa que é uma pessoa. Pensa, inclusive, que é uma “pessoa de bem”. Sim, porque é muito raro que alguém se autodefina como “maligno”. Até mesmo os mais podres políticos juram de pés juntos que servem “ao bem da nação”. Ou seja, no fundo, todo o nosso contexto social é falso, não passa deContinuar lendo “Vai e vem: pessoa é farsa”

A inquietação, o descarte e você

O nosso encontro surge de uma inquietação dos seres humanos. Refiro-me assim, de uma maneira geral aos seres humanos, porque não sei se essa é uma inquietação particularmente sua; é possível que não seja. De qualquer forma, estou aqui para trazer à tona essa inquietação. Meu papel é provocar você, até que seja inevitável oContinuar lendo “A inquietação, o descarte e você”

Agora, nem ontem nem amanhã

Hoje vi um cartoon – não lembro exatamente, mas acho que era do Calvin e Haroldo – em que um dos personagens perguntava para o outro: “Qual é o seu dia preferido?” Ao que o outro respondia: “Hoje. Hoje é sempre o meu dia preferido”. Não é gracioso? Agora, perceba: para onde você tem olhado? O que está acontecendo neste exatoContinuar lendo “Agora, nem ontem nem amanhã”