Observação é a sua natureza, não o seu fazer

Descubra o que é observar, porque a sua mente pode estar lhe vendendo observação como algo que ela pretende fazer. Observação pode até ser uma palavra conhecida, mas o ato de observar – que não é um ato – são outros quinhentos. Estamos diante de um segredo bem empacotado. A mente não tem a mínimaContinuar lendo “Observação é a sua natureza, não o seu fazer”

Na falta da ilha, tudo é mar

Participante – Outro dia ouvi você dizer algo como “você tem que descobrir que todo o dinheiro do mundo é seu”. Do ponto de vista do silêncio, é claro que nunca nos falta nada, tudo é abundância, não existe falta de nada. Mas confesso que fiquei com aquilo ecoando… É melhor pensar assim: não éContinuar lendo “Na falta da ilha, tudo é mar”

O segredo aberto

Participante – Você falou algo sobre dizermos “sim” para tudo, mas noto que o não também tem uma coisa instintiva de proteção, de resguardo… Claro, isso é correto. Mas quem você está protegendo? Participante – Acontece de às vezes cairmos em situações em que… Quem cai nessas situações? Participante – Eu. “Eu” quem? Quem éContinuar lendo “O segredo aberto”

O poder do agora

De certa forma todos estão interessados em meditação como um remédio, mas trago a seguinte notícia: quando quer que seja que a sua própria atenção esteja focada no agora, isso é meditação. Quando quer que seja que a sua atenção esteja focada no tempo, você está pensando. Então, chamo a sua atenção para o agora,Continuar lendo “O poder do agora”

A chance do ‘sim’ nos invisíveis da atenção

Alguns de vocês já me ouviram falar do filme “Muito além do jardim”, se trata de uma grande obra do Peter Sellers. O título original é “Being There” e o personagem principal, Mr. Chance, desempenhado pelo próprio Sellers, é pura atenção e relaxamento. Ele se move a partir do momento presente, sempre. Nunca está preocupado com oContinuar lendo “A chance do ‘sim’ nos invisíveis da atenção”

O indefinível isso

Talvez na sua solitude caseira você não consiga acessar diretamente a observação inerente, e romper esse elo que existe entre quem você pensa ser e os acontecimentos à sua volta. Por isso é fundamental aceder à autoinvestigação: Quem é você? Se quer encontrar a si mesmo, você tem que parar de se identificar com aquilo queContinuar lendo “O indefinível isso”

O quereres, o depois e o antes de tudo

O encontro com a Verdade convida a ver que você não precisa querer nada, nem se preparar para depois, porque não tem depois e não há quem queira. Porém, tal proposta se torna extremamente incompreensível devido ao seu condicionamento. De uma maneira geral, nenhum de nós foi convidado a viver tal realidade – livre dosContinuar lendo “O quereres, o depois e o antes de tudo”

Agora, nem ontem nem amanhã

Hoje vi um cartoon – não lembro exatamente, mas acho que era do Calvin e Haroldo – em que um dos personagens perguntava para o outro: “Qual é o seu dia preferido?” Ao que o outro respondia: “Hoje. Hoje é sempre o meu dia preferido”. Não é gracioso? Agora, perceba: para onde você tem olhado? O que está acontecendo neste exatoContinuar lendo “Agora, nem ontem nem amanhã”